Blog

Hospital gaúcho é o 1º da América do Sul a utilizar plataforma de inteligência artificial contra o câncer

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Tecnologia desenvolvida pela IBM é uma das novidades que integram a primeira fase do Hospital do Câncer Mãe de Deus

Conectado às inovações e aos principais avanços da oncologia, o Hospital do Câncer Mãe de Deus traz à capital gaúcha uma tecnologia de vanguarda que abrevia a busca pelo melhor tratamento possível, fortalecendo a relação do médico com seu paciente. A instituição é a primeira da América do Sul a utilizar a plataforma de inteligência artificial Watson for Oncology, desenvolvida pela IBM. Integrando-se ao trabalho da equipe médica, o recurso fornece aos profissionais opções terapêuticas baseadas em evidências científicas mundiais. A novidade faz parte de uma série de investimentos que serão apresentados junto à entrega oficial da primeira fase do hospital, a ocorrer em julho.

O Watson, plataforma de computação cognitiva em nuvem da IBM, analisa grandes volumes de dados a fim de apontar alternativas individualizadas e orientadas ao perfil de cada paciente diagnosticado com câncer. Este levantamento considera informações clínicas, histórico e resultados de exames, fornecidos pelo médico diretamente no sistema. A partir disso, o Watson informa a relevância de cada tratamento identificado e fornece links de apoio para essas alternativas, incluindo pontos importantes como medicamentos e possíveis efeitos colaterais. Deste modo, a solução auxilia e qualifica a decisão do oncologista pelo melhor tratamento disponível à demanda. Além de favorecer a assertividade e acelerar o processo de pesquisa, também permite ao profissional dedicar maior parte de seu tempo à interação e discussões do caso com seu paciente.

No Hospital do Câncer Mãe de Deus, os médicos poderão utilizar a solução para obter informações sobre tratamentos de sete tipos de câncer: colo do útero, pulmão, mama, intestino, reto, estômago e ovário. Até o fim do ano, a plataforma deve contar com 18 categorias da doença catalogadas. “Esta é mais uma novidade que evidencia nossa busca constante pela inovação com foco na pessoa, respeitando suas singularidades. Iniciativas do tipo reforçam o hospital como um centro de excelência dedicado e especializado no acompanhamento do paciente com câncer e sua família, totalmente conectado aos progressos mundiais no combate à doença. Desta forma, atuamos para oferecer à população todos os avanços terapêuticos na área oncológica”, comenta o superintendente executivo do Sistema de Saúde Mãe de Deus, Dr. Alceu Alves da Silva.

O Watson for Oncology foi inicialmente treinado pelo Memorial Sloan Kettering Center (MSK) - um dos mais importantes centros de estudos sobre a doença no mundo. É beneficiado por um processo colaborativo com centenas de médicos oncologistas. O sistema utiliza como base evidências científicas mensalmente atualizadas e classificadas por ordem de relevância por profissionais usuários de diversos países. A solução colaborativa possui mais de 15 milhões de conteúdos científicos, incluindo cerca de 200 textos médicos e 300 artigos.

“Um dos propósitos do Hospital do Câncer Mãe de Deus é oferecer para os seus pacientes toda a gama possível de alternativas de tratamento. O Watson for Oncology integra-se ao trabalho de nossos oncologistas como um novo membro da equipe, possibilitando maior acesso à informação curada em tempo real auxiliando e qualificando as decisões dos médicos”, afirma o diretor do Hospital do Câncer Mãe de Deus, Dr. Carlos Barrios.

“A intenção é que o Watson analise e cruze os dados do paciente com todas as evidências científicas atualizadas no dia da consulta, contribuindo na decisão do médico pelo melhor tratamento possível”, explica Eduardo Cipriani, líder de vendas para Watson Health da IBM Brasil. Os sistemas cognitivos estão sendo adotados mundialmente no mercado de saúde porque tornam a medicina mais participativa. Na Índia, China, Tailândia, Estados Unidos e Coreia, por exemplo, o Watson for Oncology já é utilizado por grandes hospitais para dar suporte a oncologistas.

Além do Watson for Oncology, a primeira fase do Hospital do Câncer Mãe de Deus conta com uma série de outros importantes investimentos, que amplia recursos para o atendimento integral a pacientes. Entre as novidades desta etapa está o novo aparelho de PET-CT, o Discovery IQ, o mais moderno da América Latina, que permite a identificação precoce de tumores e o acompanhamento de tratamentos.  O projeto total, incluindo as três fases de implantação do hospital, representa a ordem de R$ 70 milhões. A realização consolida o reconhecimento internacional da instituição e seus 17 anos de experiência de combate à doença, prevista como a principal causa de morte entre os gaúchos nos próximos anos.