O SETOR EM NOTÍCIAS - Notícias HOME 
Arquivo

06.07.2010
 
Brinquedoteca Hospitalar ao alcance de todas as instituições de saúde


A empresa Freso, que produz uma linha de brinquedos totalmente adequados ao ambiente hospitalar, e a consultora Germana Savoy, que já implantou brinquedotecas em vários hospitais e instituições de reabilitação, associaram-se para oferecer ao mercado know-how e equipamentos para a implantação, operacionalização e treinamento de profissionais voltados para brinquedotecas nos serviços de saúde.

Com brinquedos e mobiliário seguros, duráveis e higienizáveis (segundo os critérios preconizados pelas Comissões de Controle de Infecção Hospitalar - CCIH), a Freso oferece formatos de brinquedotecas ideais para consultórios, ambulatórios, clínicas, hospitais e instituições de reabilitação. A consultora Germana Savoy atendeu, em 2009, unidades hospitalares e ambulatoriais (como as da Rede Amil); hospitais pediátricos (como o Cruz Azul, em São Paulo, o Aristides Maltez, em Salvador, o Pequeno Príncipe, em Curitiba), além de ter desenvolvido a primeira brinquedoteca especializada para a clientela com necessidades especiais (como a implantada no Hospital Cruz Verde, em São Paulo), considerada modelo em acessibilidade e inclusão. Também desenvolveu e implantou projetos para serviços de saúde em redes públicas.

A importância de ambiente lúdico e brincadeiras adequadas durante a hospitalização de crianças é consenso entre profissionais de saúde há muitos anos. Estudos clássicos em pediatria demonstram que a brinquedoteca hospitalar, além de ter grande impacto na diminuição do estresse da internação, pode ser uma ferramenta muito útil na recuperação. A análise de resultados dos hospitais que têm brinquedotecas ativas, isto é, devidamente planejadas e com programas de atendimento, demonstra, por meio de indicadores objetivos, que a ludicidade diminui a percepção de dor (permite menor uso de analgésicos), favorece o sistema imunológico (melhora o processo geral de recuperação), além de auxiliar e otimizar a colaboração nos procedimentos.
Reconhecida em todo o mundo como indispensável nos processos de Humanização da Saúde, a brinquedoteca hospitalar, no Brasil, foi contemplada por lei sancionada em 2005. A lei 11.104/2005 determina que todos os serviços de pediatria em território nacional são obrigados a oferecer atendimento em brinquedotecas a seus pacientes.

A Freso, além da inovação conceitual na classificação e sistematização de brinquedos e mobiliário, apresenta, também, uma estética convidativa e com grande apelo motivacional. Seu proprietário, Luis Illanes, está entusiasmado com a possibilidade de oferecer brinquedos a crianças em situação de hospitalização. “É uma atividade muito gratificante e desafiadora”, diz Illanes. Para dar suporte operacional a essas dinâmicas, a Freso oferece uma linha completa para a composição dos acervos, incluindo a brinquedoteca móvel, configurada em um carrinho que circula pelo hospital, transportando os equipamentos lúdicos necessários para cada ambiente.

Já Germana Savoy, psicóloga especializada em atendimento a crianças hospitalizadas e com necessidades especiais, destaca que é possível desenvolver programas e protocolos para atendimento em qualquer contexto do hospital: sala de espera, pronto atendimento, UTI, suporte a terapias, entre outros. “Nossos protocolos estão alinhados às recomendações e práticas internacionais,uma vez que somos filiados e mantemos intercâmbio com instituições de referência,como o IAC(Instituto de Apoio à Criança,de Portugal e o EACH (European Association for Children in Hospital)”, comenta.

 

envie este texto
para um amigo
versão para impressão